Organizando o segundo quadrimestre

organizacao

Pode parecer bizarra essa forma de organização – geralmente as pessoas planejam bimestres, trimestres ou semestres – mas é a que eu vou tentar « em primeira instância ». Moro no hemisfério norte e aqui as férias, as grandes férias como eles chamam, são durante os meses de julho e agosto. Então, para mim faz sentido organizar a vida de janeiro a abril, de maio a agosto e de setembro a dezembro. Pode mudar? Claro que pode. Mas vamos tentar assim antes.

Se vocês leram o meu ultimo post viram que de janeiro a abril eu apenas existi e fui sendo levada pela vida de forma caotica. Isso me fez querer dar mais rumo para os meses a seguir e a definir objetivos claros a serem declinados em ações do cotidiano. Vou colocar aqui alguns desses objetivos a curto prazo e tentar ser objetiva para a execução das ações.

Continuar lendo

Anúncios

Um terço de 2017

Acredito que eu esteja vivendo o que toda pessoa desorganizada ja viveu um dia na vida: a extrema necessidade de organização. Essa necessidade pode chegar por varias razões: uma mudança de rotina, a chegada de um novo membro na familia, excesso de trabalho, etc. Na minha vida a necessidade de organização sempre foi ciclica e sempre dependeu muito do meu estado de espirito.

E’ bem simples: se as coisas à minha volta estão uma bagunça, a minha cabeça também fica uma bagunça. Se (e quando) estão bem, também fico bem. Acontece de eu estar bem e não ligar para a bagunça ao redor, mas é cada vez mais raro. Via de regra, a vida desorganizada me traz ansiedade e, somente quando a ansiedade ja esta a todo vapor, é que eu paro para me organizar globalmente. Nem preciso dizer quanto tempo esse modo de vida me custa, né?

Nesses primeiros meses de 2017 eu literalmente deixei a vida me levar. No final do ano passado eu e meu marido decidimos comprar uma casa e as nossas atividades nos meses seguintes foram ritmadas por reuniões no banco, no cartorio, e com os antigos proprietarios. O processo todo foi muito demorado – mais de três meses – e adicionou uma pitada de estresse desnecessaria às nossas vidas. Fato é que começamos a compra em outubro e no final de janeiro ainda não sabiamos a data da nossa mudança. Junte-se a isto a viagem que fariamos ao Brasil com os meus sogros no final de fevereiro, o meu trabalho, e sem uma organização rigorosa a minha vida virou um caos.

Continuar lendo